Óleo Essencial Olíbano-Sagrado Laszlo – 5mL

R$ 130,00

Em até 2x de R$ 65,00 sem juros

Óleo Essencial Olíbano-Sagrado GT Omã 

Nome botânico: Boswellia sacra

Origem: Omam

Parte utilizada: Resina

Método de extração: Destilação a vapor

Cultivo: Selvagem

Volume: 5 ml

 

Olibanum é derivado do hebraico lebonah. Olibanum, derivado do franco francês medieval, significa livre, puro ou abundante, e do latim incensum, que significa queimar, aquilo que queima.

A árvore de olíbano é pertencente a Divisão Angiospermae, da família Burseraceae, gênero Boswellia, espécie nativa da região próxima ao Mar Vermelho, Norte da África e Península Arábica. É em Omã, uma nação localizada na Arábia, na área do extremo oriente da Península Arábica, mais precisamente na região Salalah no deserto de Dhofar que cresce a espécie Boswellia sacra. A árvore é de médio a grande porte, possui folhas verdes e alternadas. As flores são brancas, aromáticas e atraem abelhas. O tecido lenhoso contém dutos de resina alongados especializados, onde a resina é formada. Se forem feitas incisões na casca, a resina branca leitosa exsuda e então endurece em gotas cor de âmbar em forma de lágrima. O nome moderno e comercial dado a resina aromática é olíbano ou frankincenso.

No deserto de Dhofar há uma cadeia de montanhas que faz parte da Montanha Al Hojari. No lado mais seco desta montanha, onde cai pouca chuva, é onde desenvolve a árvore Boswellia sacra , a qual produz o melhor olíbano (incenso) do mundo devido ao seu perfume. Neste local o olíbano recebe a denominação de hojari em homenagem a montanha. Muitas cidades e centros comerciais surgiram a partir da área de Omã, e se espalharam em uma rede de rotas comerciais chamada de The Incense Road (estrada de incenso) que encontrou caminho para Israel, ocupado por romanos. Por pelo menos 5000 anos, o olíbano tem sido um importante material comercial para as civilizações localizadas no norte da África e na Península Arábica.

O olíbano não foi dado apenas como um presente a Deus e divindades, mas também aos reis, como um rico presente. De acordo com a tradição em Omã e baseado na história e achados arqueológicos, acredita-se que o olíbano (incenso) de Boswellia sacra é que foi dado a Jesus pelos reis magos.

 

O olíbano é muito conhecido na medicina popular indiana; além de usado desde a antiguidade para alívio de diversos males. Hoje em dia, a resina é normalmente exportada para a Europa ou América, onde é destilada a vapor para produzir um óleo essencial chamado óleo de olíbano ou extraída com solvente para dar um resinóide. Um óleo absoluto também é produzido.

 

 

PROPRIEDADES

 

O óleo essencial de olíbano é terpênico, tendo uma composição altamente variável de acordo com a região de origem. O óleo essencial da resina de Boswellia sacra tem como componente de destaque o α-pineno acompanhado de outros monoterpenos.

Por ter alto teor de pinenos combinados com limoneno, tem ótima atuação antimicrobiana entre esses os fungos: Aspergillus flavus, A. fumigatus, A. niger, A. parasiticus e A. oryzea. Esses fungos, devido as suas toxinas podem causar dificuldades respiratórias, rinite alérgica, olhos a lacrimejantes, dores de cabeça e sintomas similares ao da gripe. Sendo assim, o óleo essencial deste olíbano é muito útil em inalação quando surgirem essas patologias e também muito útil para espargir no ambiente como prevenção e aromatização. (pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22634841/)

 

O óleo essencial de Boswellia sacra induz a citotoxicidade específica das células do câncer de mama. A supressão da formação da rede celular e a interrupção do desenvolvimento esferoide das células cancerígenas de mama. Futuros estudos pré-clínicos e clínicos são urgentemente necessários para avaliar a segurança e eficácia do óleo essencial como agente terapêutico para o tratamento do câncer de mama.

(ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3258268/)

 

 

EMOCIONAL

 

O aroma da resina e pó, bem como o incenso de olíbano queimado, tem sido ligado a uma série de efeitos à saúde desde os tempos antigos. A fumaça dos incensos são usadas como meio de induzir efeitos psicofísicos positivos e bem-estar, não apenas em um ambiente eclesiástico, mas também em aplicações médicas tradicionais. Inalar o óleo essencial de olíbano combinado com exercícios respiratórios ajuda a tranquilizar a mente consciente para que se conecte com a essência de Deus. (Deborah Eidson – Livro Cura Vibracional Ed. Laszlo)

O aroma é antidepressivo, combate estados de ansiedade, promove resiliência e energeticamente auxilia no desenvolvimento da responsabilidade de assumir as consequências de suas próprias ações.

 

 

PERFUMARIA

 

O óleo essencial de olibanum tem sido utilizado como um importante fixador em perfumes, sabonetes, cremes, loções e detergentes nos principais produtos da indústria de perfumes e cosméticos, pois tem uma nota oriental em seu perfume.

O óleo essencial de olíbano-sagrado (Boswellia sacra) tem aroma terpênico, semelhante ao pinho, cítrico, amadeirado e picante.

Nota de perfumaria: base

Persistência da nota inicial: de suave a média

 

 

SEGURANÇA

 

Os óleos essenciais são matérias-primas que possuem múltiplas aplicabilidades e formas de uso, ambas variam de acordo com a finalidade e o benefício almejados. Em caso de dúvidas, procure a orientação de um aromaterapeuta qualificado para recomendação de uso e de posologia adequados e seguros para a sua individualidade.

 

Guarde seus óleos essenciais em lugar longe do alcance de crianças e animais domésticos.

 

Não aplique óleos essenciais próximo a região dos olhos.

 

Não aplique óleos essenciais puros sobre a pele, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

 

Não aplique aromaterapia em bebês menores de três meses, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

 

Não utilize óleo mineral e seus derivados como veículos de diluição, pois eles prejudicam a absorção dos óleos essenciais.

 

Alguns óleos essenciais apresentam contraindicações e/ou restrições de uso para gestantes, lactantes, bebês, crianças, idosos, e pessoas submetidas a tratamentos medicamentosos (físico, neurológico e/ou psiquiátrico). Para esses públicos e casos é recomendado pesquisar em literatura especializada ou consultar um aromaterapeuta qualificado para receber orientação individualizada. Para sua segurança, antes de usar um novo óleo essencial sempre faça o teste de sensibilidade cutânea, mesmo que a forma de uso seja apenas por inalação.

 

Aplique uma gota do óleo essencial misturado com uma gota de óleo carreador na face interna do antebraço e aguarde 24 horas. Se apresentar algum mal estar, irritação no local da aplicação ou em outro local do corpo, não utilize o produto e procure orientação de um aromaterapeuta qualificado.

 

 

 

 

1 em estoque

SKU: 65.6578 Categorias: ,

Óleo Essencial Olíbano-Sagrado GT Omã 

Nome botânico: Boswellia sacra

Origem: Omam

Parte utilizada: Resina

Método de extração: Destilação a vapor

Cultivo: Selvagem

Volume: 5 ml

 

Olibanum é derivado do hebraico lebonah. Olibanum, derivado do franco francês medieval, significa livre, puro ou abundante, e do latim incensum, que significa queimar, aquilo que queima.

A árvore de olíbano é pertencente a Divisão Angiospermae, da família Burseraceae, gênero Boswellia, espécie nativa da região próxima ao Mar Vermelho, Norte da África e Península Arábica. É em Omã, uma nação localizada na Arábia, na área do extremo oriente da Península Arábica, mais precisamente na região Salalah no deserto de Dhofar que cresce a espécie Boswellia sacra. A árvore é de médio a grande porte, possui folhas verdes e alternadas. As flores são brancas, aromáticas e atraem abelhas. O tecido lenhoso contém dutos de resina alongados especializados, onde a resina é formada. Se forem feitas incisões na casca, a resina branca leitosa exsuda e então endurece em gotas cor de âmbar em forma de lágrima. O nome moderno e comercial dado a resina aromática é olíbano ou frankincenso.

No deserto de Dhofar há uma cadeia de montanhas que faz parte da Montanha Al Hojari. No lado mais seco desta montanha, onde cai pouca chuva, é onde desenvolve a árvore Boswellia sacra , a qual produz o melhor olíbano (incenso) do mundo devido ao seu perfume. Neste local o olíbano recebe a denominação de hojari em homenagem a montanha. Muitas cidades e centros comerciais surgiram a partir da área de Omã, e se espalharam em uma rede de rotas comerciais chamada de The Incense Road (estrada de incenso) que encontrou caminho para Israel, ocupado por romanos. Por pelo menos 5000 anos, o olíbano tem sido um importante material comercial para as civilizações localizadas no norte da África e na Península Arábica.

O olíbano não foi dado apenas como um presente a Deus e divindades, mas também aos reis, como um rico presente. De acordo com a tradição em Omã e baseado na história e achados arqueológicos, acredita-se que o olíbano (incenso) de Boswellia sacra é que foi dado a Jesus pelos reis magos.

 

O olíbano é muito conhecido na medicina popular indiana; além de usado desde a antiguidade para alívio de diversos males. Hoje em dia, a resina é normalmente exportada para a Europa ou América, onde é destilada a vapor para produzir um óleo essencial chamado óleo de olíbano ou extraída com solvente para dar um resinóide. Um óleo absoluto também é produzido.

 

 

PROPRIEDADES

 

O óleo essencial de olíbano é terpênico, tendo uma composição altamente variável de acordo com a região de origem. O óleo essencial da resina de Boswellia sacra tem como componente de destaque o α-pineno acompanhado de outros monoterpenos.

Por ter alto teor de pinenos combinados com limoneno, tem ótima atuação antimicrobiana entre esses os fungos: Aspergillus flavus, A. fumigatus, A. niger, A. parasiticus e A. oryzea. Esses fungos, devido as suas toxinas podem causar dificuldades respiratórias, rinite alérgica, olhos a lacrimejantes, dores de cabeça e sintomas similares ao da gripe. Sendo assim, o óleo essencial deste olíbano é muito útil em inalação quando surgirem essas patologias e também muito útil para espargir no ambiente como prevenção e aromatização. (pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22634841/)

 

O óleo essencial de Boswellia sacra induz a citotoxicidade específica das células do câncer de mama. A supressão da formação da rede celular e a interrupção do desenvolvimento esferoide das células cancerígenas de mama. Futuros estudos pré-clínicos e clínicos são urgentemente necessários para avaliar a segurança e eficácia do óleo essencial como agente terapêutico para o tratamento do câncer de mama.

(ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3258268/)

 

 

EMOCIONAL

 

O aroma da resina e pó, bem como o incenso de olíbano queimado, tem sido ligado a uma série de efeitos à saúde desde os tempos antigos. A fumaça dos incensos são usadas como meio de induzir efeitos psicofísicos positivos e bem-estar, não apenas em um ambiente eclesiástico, mas também em aplicações médicas tradicionais. Inalar o óleo essencial de olíbano combinado com exercícios respiratórios ajuda a tranquilizar a mente consciente para que se conecte com a essência de Deus. (Deborah Eidson – Livro Cura Vibracional Ed. Laszlo)

O aroma é antidepressivo, combate estados de ansiedade, promove resiliência e energeticamente auxilia no desenvolvimento da responsabilidade de assumir as consequências de suas próprias ações.

 

 

PERFUMARIA

 

O óleo essencial de olibanum tem sido utilizado como um importante fixador em perfumes, sabonetes, cremes, loções e detergentes nos principais produtos da indústria de perfumes e cosméticos, pois tem uma nota oriental em seu perfume.

O óleo essencial de olíbano-sagrado (Boswellia sacra) tem aroma terpênico, semelhante ao pinho, cítrico, amadeirado e picante.

Nota de perfumaria: base

Persistência da nota inicial: de suave a média

 

 

SEGURANÇA

 

Os óleos essenciais são matérias-primas que possuem múltiplas aplicabilidades e formas de uso, ambas variam de acordo com a finalidade e o benefício almejados. Em caso de dúvidas, procure a orientação de um aromaterapeuta qualificado para recomendação de uso e de posologia adequados e seguros para a sua individualidade.

 

Guarde seus óleos essenciais em lugar longe do alcance de crianças e animais domésticos.

 

Não aplique óleos essenciais próximo a região dos olhos.

 

Não aplique óleos essenciais puros sobre a pele, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

 

Não aplique aromaterapia em bebês menores de três meses, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

 

Não utilize óleo mineral e seus derivados como veículos de diluição, pois eles prejudicam a absorção dos óleos essenciais.

 

Alguns óleos essenciais apresentam contraindicações e/ou restrições de uso para gestantes, lactantes, bebês, crianças, idosos, e pessoas submetidas a tratamentos medicamentosos (físico, neurológico e/ou psiquiátrico). Para esses públicos e casos é recomendado pesquisar em literatura especializada ou consultar um aromaterapeuta qualificado para receber orientação individualizada. Para sua segurança, antes de usar um novo óleo essencial sempre faça o teste de sensibilidade cutânea, mesmo que a forma de uso seja apenas por inalação.

 

Aplique uma gota do óleo essencial misturado com uma gota de óleo carreador na face interna do antebraço e aguarde 24 horas. Se apresentar algum mal estar, irritação no local da aplicação ou em outro local do corpo, não utilize o produto e procure orientação de um aromaterapeuta qualificado.

 

 

 

 

Descrição

CONSERVAÇÃO

 

Os óleos essenciais são sensíveis à radiação UV, ao calor, à umidade e à evaporação gradual dos seus constituintes. É importante manter os óleos essenciais em frascos escuros, protegidos da luz, calor e umidade e com a tampa bem fechada. Em cidades quentes ou no verão, após abertos, guardar os óleos essenciais, preferencialmente na geladeira em uma caixinha com tampa, ajuda a manter sua qualidade inalterada por mais tempo.

 

Informação adicional
Peso 0,040 kg
Dimensões 2,5 × 2,5 × 6,5 cm